Música por Música

MÚSICA POR MÚSICA – Lilac

Fala ai meu povo, como vocês estão? Bem vindos a mais um música por música, aquele quadro que ou me dá boas views no blog ou simplesmente sai ignorado. Enfim, nesse final de semana a gente va estar dando uma olhadinha no quinto full álbum da IU, Lilac. Eu tenho um relacionamento estranho com as músicas da deusa dos charts porque basicamente é um relacionamento de amor e ódio. Ou eu gosto muito de alguma música ou eu realmente odeio e finjo que nunca aconteceu. Eu decidir ver no que dá com esse fullzão e cá estamos. Como sempre, peguem aquela pipoquinha e coquinha gelada, se ajeitem pra conseguirem ler bem e bora lá.

1. LILAC

Já falei sobre Lilac no post solo dela. No geral, Lilac é muito mas MUITO agradável de se ouvir. A IU trabalhou maravilhosamente bem a voz dela em cima dos instrumentais, dando espaço pra essa brilhar. Um ótimo trabalho, obrigada por esse mimo!

2. FLU

Típica música com uma vibe que eu já vi a própria IU trazendo a vida mais de uma vez. Eu posso estar ficando louca de vez mas ela me lembra um pouco de BbiBbi, uma outra música que AMO da IU, tanto pela sonoridade dos instrumentais, com uma batidinha mais pausada no refrão e algo mais minimalista tanto nesses quanto nos vocais da IU. É pra ser uma daquelas música divertidinhas e meio despretensiosas de ouvir, porque ela tem um som meio parecido com o de alguma música estranha de criança (e não, isso não é um ponto ruim pra essa música em questão). Ela só não tem o mesmo efeito que Bbibbi pra mim, achei ela um pouco mais fraquinha que essa, a IU poderia ter explorado essa sonoridade um pouquinho melhor.

3. COIN

Segunda título que eu também já falei separadamente por aqui. Extremamente divertida de ouvir e eu acabei gostando dela tanto quanto gostei da título principal. Uma boa música com um toquezinho correto de trompete no instrumental mais complexo.

4. HI SPRING BYE

B A L A D I N H A S O N Í F E R O explica direitinho o feeling dessa música. Hi Bye Spring parece muito a trilha sonora de alguma novela da globo com tema super triste que esteja passando no vale a pena ver de novo. Ela me lembra aquelas baladas mais antigas que artistas ocidentais sempre lançavam lá nos anos 90, com todo aquele peso emocional digno de uma Celine Dion berrando aos sete ventos que “Youuuuuuuuuuuuuuuu’re here there’s noOOOOOOOOOOOOOOOOOOthing I fear aND I KNOW THAT MY HEART WILL GO OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOON”. Tem até IU subindo o tom no último refrão gente, mas claro, não tão escancaradamente quanto o exemplo que eu usei. Achei bem monótona e sem gracinha, sorry.

5. CELEBRITY

Eu comentei brevemente sobre Celebrity no primeiro Esquecidos no Churrasco do blog. De lá já deu pra entender o quanto eu fiquei “meeeeeeeeeh” escutando essa aqui. Celebrity, mesmo depois de algum tempo, ainda continua bem sem graça e não fazendo muito por mim. Como pré release desse álbum, ela realmente não diz NADA do que a gente poderia esperar, principalmente falando das duas títulos que foram boas??????

6. TROLL (FEAT. DEAN)

Outra música com uma sonoridade um pouco mais divertida, só que dessa vez com o feat do Dean no meio. Troll também é uma daquelas músicas que não se leva a sério (pelo menos é essa a impressão somente escutando, lembrem que não estou lendo letra nenhuma), tendo uma batida uma pouco mais viva com vocais mais descontraídos. Ela consegue ser mais divertida de ouvir do que Flu, se querem que eu seja honesta. Acho que o fato do Dean estar nela também ajuda a engatar e dar cor pra essa música, porque a voz dele faz uma boa diferença na coisa toda. Eu gostei, mas não baixaria.

7. EMPTY CUP

Empty Cup começa a desacelerar o álbum de novo, mas não necessariamente achei ela um ponto negativo de música mais lenta. A guitarrinha um pouco mais discreta no instrumental ajuda a dar corpo pra essa música, e vocalmente a IU entrega um trabalho bem competente pra ela. É uma música mais lentinha, mas não tediosa, que faz com que a transição pra My Sea seja um pouco mais polida. Inclusive, ela realmente dá essa impressão de ter sido feita justamente pra esse propósito, já que acima de tudo é super curtinha com seus 2:20.

8. MY SEA

Essa aqui é lentinha no início mas ela tem toda a construção que vai te levar diretamente a um filme da Disney. Isso nem é brincadeira, ela realmente me lembra muito aquelas músicas em que a protagonista do filme da Disney tá se descobrindo e querendo ver o mundo de maneira diferente, tendo um tom inicial melancólico mas explodindo depois do primeiro refrão (Inclusive, My Sea, A Pequena Sereia… reflitam ai). Até o coral próximo ao final da música ajuda com essa impressão. Eu jurei logo nos primeiros segundos dessa música que a odiaria, mas a construção dela tá tão bonita que não tem como você acabar babando ovo dela. E eu também sou suspeita porque gosto e MUITO dessa vibe meio Disney (ainda mais pensando que AMO as OSTs dos filmes deles). Also, My Sea é ENORME perto de 90% das outras músicas de kpop. Enquanto Empty Cup tem 2:20 essa aqui bate 5:17 de duração, e acho que é esse o maior ponto a favor dela. Esse tempo todo dá espaço pra construção ótima. Eu estou só elogios pra essa produção porque ela realmente tá linda. Inclusive, ela tem aquele efeito que eu AMO que a gruda diretamente com a próxima música, Ah Puh.

9. AH PUH

Enquanto My Sea é carregada de emoções, altos e baixos e uma construção INCRÍVEL, Ah Puh é mais uma música do lado simplista da IU. Construída em cima de uma guitarra que é meio que o básico de muita música por ai, ela se segura não somente na parte vocal mas toda a sonoridade do que a IU fala na música. É daquelas músicas que se torna divertida de ouvir por causa do que eu estou presumindo serem onomatopéias no refrão, ou pelo menos é uma mistura dessas com palavras de sons que se aproximam. Eu gosto bastante de como ela se apoia num wordplay super divertido de ouvir. Das divertidinhas desse álbum essa aqui é a minha favorita, com certeza.

10. EPILOGUE

E aqui chegamos a última música desse full álbum. Essa aqui tem um instrumental que te remete aos filmes preto e branco e suas OSTs mais carregadas em violinos e vocais melódicos. Acho que Epilogue faz um ótimo trabalho em finalizar o álbum, mesmo não sendo minha favorita. Ela tem personalidade, uma que inclusive consegue resumir bem o que a gente escutar no álbum inteiro, ela beira o cômico em alguns momentos, mas ao mesmo tempo tem um toque meio melancólico. Funciona como um resumo final de tudo e encaixou bonitinha com Ah Puh, no final.

NOTA FINAL DO ÁLBUM: 7,8/10

Vamos aos pontos, eu acho que o álbum poderia ter tido uma construção um pouco mais coesa. Ele vai e volta bastante de músicas mais alegres e descontraídas pra outras um pouco mais melancólicas e pra baixo. O momento que o álbum foi mais coeso foi na junção das últimas quatro músicas, porque elas entram vagorosamente em algo mais lento, pra na mesma música haver um up pra então terminar o álbum num ânimo mais alto. Pessoalmente, mesmo não achando que Lilac tenha músicas realmente ruins (a que eu realmente menos gostei foi Hi Spring Bye) muitas delas eu meio que acho dispensáveis pra mim. Algumas das mais pra cimas parece que falta alguma coisa a mais pra serem realmente carismáticas ao ponto de me captar e eu geralmente não curto baladas (mesmo adorando My Sea). Não é um álbum ruim, mas eu não escutaria nada mais além das quatro músicas que eu inicialmente salvei (Lilac, Coin, My Sea e Ah Puh).

Então é isto, chegamos ao fim de mais um música por música. Ainda nada chegou aos pés do quão cansativo foi fazer o da ChungHa, mas sendo IU isso aqui foi mais um desafio contra o que eu sinto contanto a discografia dela. Foi uma boa entrar de cabeça nesse aqui pra apreciar um pouco mais o trabalho e voz da queridinha da Coreia. Enfim, espero que tenham gostado e nos vemos num próximo música por música!

Beijineos de luz~

3 comentários em “MÚSICA POR MÚSICA – Lilac

    1. Aaaaaaaa, fico feliz (e talvez um pouco chocada) de não ter sido a única que achou o começo do álbum meio sem organização kkkkkkk mas realmente, a primeira parte só as títulos salvam.
      E Ah Puh é muito lindinha 🥺 Eu vi que foi o Chanhyuk do AkMu que escreveu/produziu/não sei e ela real parece algo mais animadinho da dupla (que eu amo)

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s