comebacks

EXID está botando fogo na prisão em seu comeback de aniversário

Se tinha um grupo que eu não esperava ver lançando um single comemorativo, esse grupo é o EXID. Ainda mais comemorando 10 anos, isso aqui é uma marca e tanto quando falamos de um grupo que sobreviveu por um viral de uma fancam. E, com certeza, é motivo de festa.

Claro, a festa está um tanto quanto pequena: um single álbum pra comemorar aniversário de dez anos depois de sabe-se lá quanto tempo sem ver o grupo junto é um tanto quanto entristecedor, mas eu também não poderia dizer qual foi o orçamento dado pras meninas lançarem isso então… triste mas sem julgamentos, sabe?

Agora sobre FIRE, eu real não estava lá super esperando algo. Eu nunca fui super apegada a discografia do EXID (acho que as músicas delas que mais duraram comigo foram I love you e talvez Lie). Então era um sentimento de “bom te ver de novo” mesmo que junto com um “eu sei que não vou curtir tanto isso”.

Continue lendo “EXID está botando fogo na prisão em seu comeback de aniversário”
comebacks

BLACKPINK está de volta (de novo) com SHUT DOWN, e isso é o mais interessante que a coisa toda fica

Se tem um treco que eu abstrai num pontoque chegou ao esquecimento, isso foi o fato que BLACKPINK deveria soltar mais um single pro full álbum de oito músicas delas essa semana. As últimas semanas no kpop foram bem paradinhas, e eu chuto que seja por conta de ninguém querer fazer comeback com as preto rosa.

De qualquer maneira, se for pra levar o THE ALBUM como exemplo do que poderia acontecer com esse single, existia a possibilidade de acabar saindo uma música bem fora da curva do que o grupo geralmente lança. Mesmo que Lovesick Girls não seja minha favorita, ela era um respiro e algo interessante das meninas explorarem. Será que SHUT DOWN tinhas o necessario para esmagar essa expectativa?

Continue lendo “BLACKPINK está de volta (de novo) com SHUT DOWN, e isso é o mais interessante que a coisa toda fica”
comebacks

TALK THAT TALK é um ótimo primeiro comeback após renovação de contrato do TWICE

Vamos ser bem sinceros? Eu realmente não esperava que Twice por inteiro acabaria renovando contrato com a JYP. Grupos tão grandes assim geralmente perde uma membro rapidinho e, pra mim pelo menos, foi uma surpresa saber que elas continuariam como nove.

De qualquer maneira, Between 1&2 é o primeiro comeback das meninas após essa renovação, e tudo poderia ter acontecido aqui: desde uma música relembrando os tempos antigos (o que me faria imediatamente querer morrer) ou algo mais sofisticado/divertido e maduro como elas andam fazendo. Talk That Talk poderia ser tudo ou nada.

Continue lendo “TALK THAT TALK é um ótimo primeiro comeback após renovação de contrato do TWICE”
comebacks

Com sample de I Will Survive, AFTER LIKE entrega tudo o que as gays pediam ao IVE

Um dos poucos grupos rookies dos últimos tempos que, começou neutro pra mim e ganhou uma escalada enorme entre meus favoritos, é o IVE. Com toda a certeza do mundo posso dizer que a Starship tem muita noção do que está fazendo com essas meninas e tem um direcionamento artístico impecável pra elas.

AFTER LIKE foi anunciada e eu já podia sentir os fogos de artifício emergindo em mim, criando uma hype pela qual eu não esperava por esse comeback. Eu já tinha expectaticas mas quando o teaser da título apareceu, com um sample de I Will Survive delicioso para que eu pudesse saborear e me sentir nostálgica tanto com a versão original quanto com a versão Hush Hush do Pussycat Dolls.

Eu estava pronta, você estava pronta e eu acho que o mundo estava pronto para o que as gatinhas tinham pra colocar em jogo.

Continue lendo “Com sample de I Will Survive, AFTER LIKE entrega tudo o que as gays pediam ao IVE”
comebacks

BLACKPINK está mais que pronto para injetar um veneno musical em você com PINK VENOM

Se tem um grupo que, quando anuncia comeback, eu fico em estado de de monotonia, esse grupo É o BlackPink. Sinceramente, desde os solos meia boca até aquele The Album que não se ajuda em nenhum ponto, BP simplesmente foi se enterrando cada vez mais num poço de “tanto faz” pra mim.

Tanto que quando anunciaram Pink Venom como single pré release do próximo álbum das meninas eu só pude ficar bem ¯\_(ツ)_/¯ porque não tenho esperança de algo bom, não tenho esperança de algo diferente e, muito menos, tenho qualquer esperança de que seja algo marcante.

Continue lendo “BLACKPINK está mais que pronto para injetar um veneno musical em você com PINK VENOM”
comebacks

Depois de tantas promessas, GIRLS’ GENERATION se junta em FOREVER 1

Se existe um anúncio de comeback que movimentou a fanbase inteira do kpop, esse anúncio foi o do comeback do Girls’ Generation, ou SNSD para os íntimos. Até eu que nunca tive tanto apego ao grupo estava mais que pronta pra ver o que acontecia na volta das nossas senhoras favoritas.

Claro, Forever 1 não poderia ser um nome mais clichê pra um comeback do grupo, mas também não tinha como ser outro nome pra esse álbum. E, com certeza, acho que a fanbase das gatas entrou em combustão com a menção de SNSD ser eterno e esse ser o nome do álbum e título dele. E vamos ser sinceros? Todo mundo estava em chamas por isso aqui:

Continue lendo “Depois de tantas promessas, GIRLS’ GENERATION se junta em FOREVER 1”
Debut

Comentando sobre o debut “inesperado” do NewJeans

Como alguns sabem eu estive afastada daqui por um tempo, então acabei perdendo algumas coisas novas um tanto quanto interessantes nesse meio tempo. Uma delas é um debut extremamente inesperado (pelo menos pra mim) de um girlgroup pela empresa ADOR, subsidiaria independente da HYBE.

ADOR escolheu por um trilha de debut um tanto quanto estranha para um grupo, pulando todos os pontos de apresentação de membros e conceito e indo direto ao ponto: a primeira promoção real do grupo, onde as membros foram anunciadas, foi com o lançamento do MV do que seria a título do álbum de debut do grupo, Attention.

Continue lendo “Comentando sobre o debut “inesperado” do NewJeans”
comebacks

PURPLE KISS bota seus óculos redondos e se tornam NERDYs para seu comeback

OI, nossa quanto tempo faz que eu não posto por aqui. Mas, porém, contudo, entretanto, todavia, estava mais que na hora de eu dar as caras nesse blog de novo. Depois de me matar em estágio, TCC e trabalho e basicamente não ter tempo pra mais nada além de assistir cofcofjojocofcof, eu finalmente estou com tudo entregue da minha pós e posso voltar tranquilamente a minha agenda aqui no srsly.

E nada melhor do que voltar com Purple Kiss né? Que é um grupo que vai sempre estar lá nas alturas pra mim quando se fala de qualidade. Mesmo com MemeM sendo um comeback meio… fora da curva (isso saindo da boca de uma pessoa que começou a curtir a música a pouco tempo) eu esperava bastante de Nerdy. Ela (e o álbum) prometia tudo e mais um pouco pra mim, então estava bem ansiosa pelo que seria entregue.

Continue lendo “PURPLE KISS bota seus óculos redondos e se tornam NERDYs para seu comeback”
Debut

LE SSERAFIM surpreende com um ótimo debut com FEARLESS

Nada melhor que acordar e ver que a Sakura foi retirada da geladeira da Hybe e finalmente está fazendo seu debut oficial no grupo de kpop que ela vai ficar de vez depois de sua graduação no HKT48. A verdade é que foi ela que logo de cara me fez virar meus olhos pro Le Sserafim, porque se fosse pelo nome e essa escolha de dois S no começo do serafim…

O maior problema é que quanto mais saiam os teasers mais eu me encontrava criando uma certa hype por esse debut (mesmo com a Hybe e a Source não merecendo muito depois do que rolou com o GFriend), e quando o HM pra esse mini de debut saiu eu estava com todas as esperanças pra elas fazerem TUDO e mais um pouco. Fearless tinha se vendido muito fácil pra mim, então eu só queria que expectativas fossem alcançadas.

Continue lendo “LE SSERAFIM surpreende com um ótimo debut com FEARLESS”
comebacks

O apocalipse começa com DREAMCATCHER em MAISON e sua nova trilogia

Spoiler: este post vai ser MUITO biased.

Dreamcatcher é um daqueles grupos que eu sinto orgulho de seguir e estar sempre parecendo uma criança prestes a receber doce quando elas finalmente anunciam um comeback. Eu confio no trabalho das meninas e sei que elas sempre se dispoem a fazer melhor a cada comeback.

E claro, Apocalypse: Save Us ser um full álbum ajuda muito mais na minha hype do que qualquer coisa, ainda mais pensando que o Dystopia: TTOL é um álbum INCRÍVEL de começo a fim, com todas as músicas se repetindo e dando as caras nas minhas playlist o tempo inteiro (e com Scream ainda sendo a melhor título das meninas). O próximo full álbum tinha que pelo menos ter uma título a altura de algo do Dreamcatcher.

Continue lendo “O apocalipse começa com DREAMCATCHER em MAISON e sua nova trilogia”