comebacks

YENA vai nos ensinar a mexer num SMARTPHONE em seu primeiro comeback

Se eu pudesse apontar um single que eu simplesmente não digeri mas vi todo mundo amando esse ano, esse single é Smile, música de debut solo da Choi Yena. Sem brincadeira, além da música ter se dado bem em charts, o povo pareceu ter adorado aquela música que pra mim não funcionava por causa da voz da Yena.

Isso acabou se comprovando mais ainda quando Yuri lançou Love Shh, que todo mundo criticou por causa da voz da Yuri mas que eu simplesmente ADOREI, mesmo tendo a MESMA ESSÊNCIA QUE SMILE. Ai, claro, quando Smartphone foi anunciada eu já estava mais que pronta pra me tornar a primeira a odiar essa belezinha.

Olha sinceramente… eu tenho dois sentimentos completamente diferentes sobre Smartphone. Um me diz que é uma música passável e outra diz que dá pra fingir que foi surto coletivo

Parece que o começo foi a Yena que fez pensando em como eu iria querer MORRER escutando aquilo. O instrumental que abre a música e está no começo de ambos os versos vai me causar pesadelos, isso com toda a certeza. Assim como o quase rap descompassado da Yena, ele realmente não tem lugar nessa música e já causa um torcer de nariz logo de cara.

Ai no pré refrão entra uma guitarrinha agradável que se segura pelo refrão da música, que é bem feitinho e amarradinho. Minhas impressões iniciais sobre o vocal da Yena ainda são as mesmas: pra mim ela não tem voz pra segurar uma carreira solo, sendo um daqueles vocais que eu com certeza esperaria ver aparecendo vez ou outra dentro de um grupo. Por isso que Smartphone fica nesse meio termo tal qual Smile pra mim, onde existe um potencial pra coisa funcionar mas acaba decaindo e não dando certo.

O maior ponto positivo pra Yena é que a gata tem todo o carisma do mundo pra segurar pelo menos a imagem de solista, fazendo Smartphone um clipe mais divertido de se assistir do que escutar. Os elementos de animação estão super bonitinhos, gosto do conceito de “espanque um personagem de jogo hoje” e é um MV que não se esforça pra ser engraçadinho.

Smartphone pra mim vai cair na mesma que Smile: talvez se fosse outra pessoa cantando (e não tivesse aquele instrumental monstruoso do início) seria algo que eu curtisse. Yena ainda fica naquele limbo meu de “ok, mas melhor se estivesse em um grupo”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s