Debut

Kwon Eunbi é a primeira a abrir a ‘porta’ para os inevitáveis debuts das ex-IZ*ONE

E ai galerinha? Você fez parte daquele projeto que acontecia todo ano quando algum grupo com dada de validade estava prestes a ir pra valeta? E ficou decepcionado quando não rolou porque, por mais incrível que pareça, cada empresa tinha uma direção com sua integrante, né? Pois bem, eu nem passo perto de grupo assim justamente por ter 0 paciência com grupo que tem data e hora certinho pra deixar de ser um grupo. Me cansa a beleza.

E depois de discussões que demoraram até que muito, naquele “tira casaco, bota casaco” que já tinha enchido a paciência de todo mundo, menos do fandom do IZ*ONE, o grupo está morto e as integrantes podem finalmente voltar pras suas empresas e serem jogadas ou num grupo que não vai pra frente porque nunca tiveram bom direcionamento, ou que daria disband em pouquíssimo tempo ou pra raridade que acabou cativando o público coreano OU, como a espertinha da Kwon Eunbi fez, virou solista porque é exatamente o que deu mais certo dentro das ex-IOI.

Eu não tinha muita noção do que saria de um solo da Eunbi, ainda mais que eu não tinha lembrança dos vocais dela dentro do IZ*ONE. Mas isso aqui não tá ruim não, só tá meio IUesco em diversos pontos, mas sabendo que o gp coreano engole qualquer treco que a IU solta, acho que a Eunbi mirar nisso até que espertinho.

Eu não achei Door exatamente ruim, mas tem alguns pontos nela que me fazem questionar se realmente gostei ou não da obra toda. Uma delas sendo a voz da própria Eunbi, que dentro de um grupo tem uma personalidade interessante, mas como solista eu ainda não sei o quão efetivo é pra mim. Talvez eu escutando um pouco eu vou me convencer sobre os vocais dela, mas agora fico na dúvida mesmo.

O instrumental da música é algo bem interessante, eu gosto bastante desse estilo, ainda mais que a construção dá abertura a explorar diferentes focos vocais da Eunbi. Ela convence muito bem, como música de debut principalmente, mas eu ainda tenho um probleminha com ela: o drop no refrão, que segura a coisa toda antes de cair num refrão cantado. São aqueles detalhes que eu sinceramente gostaria que não estivessem na música e, se não estivesse, a música ficaria até melhor.

O clipe tá bem bonitinho pra um debut, eu realmente curti alguns figurinos da mocinha, mas meio que para aqui. Parece que gastaram toda a grana nas roupas da Eunbi, que realmente estão lindas, mas esqueceram de fazer os cenários ficarem tão bonitos quanto, então rola um desfalque visual bem chatinho.

Enfim, Door vai ficar na minha listinha de “vou escutar mais até me decidir o que achei” não sendo uma música ruim mas também não sendo uma música incrível. Mas se me perguntar, pra um debut de uma ex IZ*ONE que ainda saiu como solista, isso aqui está bem na média.

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s