Review

REVIEW (THROWBACK!): ChungHa – Flourishing

Fala ai meu povo, tudo certinho? Pois bem, a coluna da review de álbuns acabou por dar uma sumida por mais de um ano daqui do blog. A razão? Tava meio que na cara que corona vírus, mas acima de tudo o principal meio mais econômico de trazer álbuns pro Brasil tá meio que sem funcionar desde março do ano passado. Claro, eu estou esperando alguns álbuns do Dreamcatcher que eu comprei, mas todos estão vindo por navio e… vocês sabem que a espera é de 3 meses pra cima. De qualquer maneira, estou trazendo a coluna de volta no formato de throwback! onde vou pegar alguns álbuns mais antigos meus que nunca fiz review e trazer por aqui. Achei que seria o mais interessante no momento, assim pelo menos as reviews prosseguem saindo de alguma maneira. Enfim, o escolhido da vez é o álbum físico de nada mais nada menos ChungHa, o Flourishing!

Meu histórico com os álbuns da ChungHa é meio… duvidoso. Me entreguei a ela quando Gotta Go saiu, mas esperei até alguns meses depois do Flourishing sair pra tomar vergonha na cara e iniciar minha coleção da mesma. Não tenho o XII por causa do meu timing um tanto quanto horrível, mas acabei pegando Off Set, Blooming Blue e Flourishing na mesma tacada (sdds dolar que me deixava fazer essas doideiras sem precisar deixar um rim). Peguei ele pela ktown4u em 2019, mas pela minha memória horrenda não vou lembrar detalhes de demora pra chegar nem entrega. Enfim, aos conteúdos:

Especificações:

  • Tamanho: 150mmx210mm;
  • Package do tipo sleeve;
  • Photobook: 76 páginas;
  • Postcard: 1 aleatório de 3;
  • Photocard: 1 aleatório de 4;
  • Poster: somente para firstpress.

Tracklist:

  1. Chica
  2. Young In Love
  3. Call It Love
  4. Flourishing
  5. Snapping

*em negrito, minhas favoritas do álbum.

Diferente do Querencia, que recebeu poucas e boas por causa do design um tanto quanto… sem querer ser ofensiva, mas porco, Flourshing é um dos álbuns mais bonitos da ChungHa (acho que ele só perde em beleza pro Blooming Blue, porque aquele ali tem o design LINDÍSSIMO). A combinação de preto, branco e dourado dá um toque maduro e sofisticado ao álbum. Mas, claro, eu achar o design dele lindo o livra de falhas.

Eu tenho um relacionamento de amor e ódio com sleeve cases (ou slip, como muitos chamam), porque elas tem que ficar perfeitamente na caixa pra funcionar bem, senão se muito largas você vai pegar o álbum e tudo cai ou, se muito apertadas, você passa um sufoco tanto pra tirar quanto colocar os conteúdos dentro da case. Esse último caso é o que acontece com o Flourishing.

Conteúdo dentro da sleeve case

Eu basicamente quase nunca mexo nesse álbum pura e simplesmente porque dá MUITO trabalho pra tirar e colocar de volta na case. Nas fotos não dá pra perceber, mas as pontas tanto do case do CD quanto do photobook estão com um dando bem pequeno por causa da case. E olha, esse ainda é um dos meus photoshoots favoritos da ChungHa, não olhar esse photobook por conta disso me causa muita tristeza.

Mas enfim, como vocês sabem, a coisa pela qual eu mais prezo pela segurança em álbuns físicos é a parte mais importante deles: o CD em si. Eu acho que já disse isso umas mil vezes, mas eu tenho preferência por esse tipo de case como a de Flourishing, que separa o CD de todo o resto. A parte ruim? Photocard e postcard ambos vem na mesma case, que em alguns casos pode acabar danificando esses. Eu particularmente nunca tive problemas vindo assim mas já vi gente que acabou com photocards bem danificados pelo contato com o CD.

E como eu disse, esse aqui deve ser meu photoshoot favorito da Chungha. A garota ficou mais bonita ainda loira, isso nem tem discussão eu acho que é um dos looks mais bonitos dela. Mas meus colegas, tudo nesse photobook é só lindo demais??? Os conceitos dentro dele são maravilhosos (o meu favorito sendo o da foto ao lado). Tem ChungHa pra todo mundo gostar, classuda com vestido longo, grande gostosa andando num posto de gasolina, chique e cheia de jóias… As fotos são lindas (mesmo que minha câmera no dia em que tirei as fotos estava querendo cair no soco comigo) e eu reitero: é o meu photoshoot favorito da ChungHa até hoje. Ah sim, as letras das músicas vem num cartão separado em formato de acordeon:

Agora aos goodies… eu não sei se eu dei sorte de pegar um set ou tava vindo assim mesmo (mesmo que tenha um photocard a mais que postcard, mas enfim), mas peguei os dois do mesmo set. Eu curto muito os pcs da ChungHa pelo fato de serem maiorzinhos e um pouco mais grossos que o resto. E a foto tá lindíssima né meu bem? Nem preciso falar nada.

NOTA FINAL DO ÁLBUM: 8,1/10

Eu amo o Flourishing, mas tenho meus motivos pra tirar alguns pontinhos dele por alguns problemas básicos de design. Não é a primeira vez que a MNH fez um sleeve case, o de Blooming Blue entra e sai sem problema nenhum, então realmente não entendo o que rolou com esse aqui. Além dos cards na case do CD que ainda pode dar ruim. De resto, é um lindíssimo álbum físico.

Enfim, primeiro throwback feito comigo tendo um sério problema com a câmera do meu celular que decidiu que não liga pra foco e quer mais que eu vá pro inferno. Próximo álbum? Eu nem sei, então vou deixar que vocês escolham o artista:

Só relembrando que eu não consegui comprar mais álbuns e nem todos os meus favs estão na minha coleção porque aja dinheiro. Também não coloquei Dreamcatcher nem Itzy porque aqui no blog tem review pra todos os álbuns delas que eu tenho. Enfim, escolham um artista e daí pra frente eu me viro. Nos vemos na próxima!

Beijineos de luz~

2 comentários em “REVIEW (THROWBACK!): ChungHa – Flourishing

  1. ai te entendo amiga, o dólar tá só pela hora da morte (eu me antecipei e vendi boa parte da minha coleção do exo que tava quase completa por causa disso) e também os álbuns tão vindo de jegue graças ao jegue da presidência, amo todo mundo querendo f*der a blogosfera de todos os lados. eu não sabia que vc fazia review de físico, eu to me remoendo esperando meu walpurgis night chegar pra isso, além de esperar a fatura virar pra comprar mais algumas coisas, se vc me permite chupinhar o quadro ;-; mas enfim, falando do flourishing, achei a capa bem chique toda preta e branca, dá um contraste enorme com a capa do digital, mas tbm detesto sleeve case, eu abro uma vez pra nunca mais. pelo menos o sleeve é fosco (a foto dá essa impressão) e deixou o álbum mais classudo.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Ai amiga essa combinação de dólar alto, com presidente merda e tudo atrasado tá acabando com a minha vidinha de colecionadora (eu tava doida pra dar início pra minha única coleção de coisa japonesa, mas vou ter que esperar covid passar e rezar pro dolar abaixar). Mas pode ficar a vontade pra pegar o quadro também kkkkk quanto mais gente fazendo mais variedade~
      E esse é um dos mais bonitos da lenda, é bem classudão, uma pena essa sleeve case dos infernos, vontade de bater na MNH só por causa dele

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s