Música por Música

MÚSICA POR MÚSICA – Querencia

Fala ai meu povo lindão, tudo certo? Yup, estamo aqui pra falar do primeiro full álbum da nossa princesinha, dona de tudo, Kim Chungha. Pois bem, Querencia saiu nesse dia 15 e, pelo menos pra mim, esse álbum tava sendo aguardado com um fogo no rabo inimaginável, ainda mais depois de pré releases maravilhosas soltas pra esse e TANTO TEMPO ESPERANDO. Então segurem na minha mão, peguem uma pipoquinha bem gostosa e vamos finalmente dar uma olhada bem detalhada no Querencia!

SIDE A {NOBLE}

Bem, o álbum está dividido em sides, e eu vou chamar esses “interludios” de mood samplers, porque eles dão uma noção mais ou menos do que cada side vai trazer musicalmente. O álbum abre com o Noble, que tem uma sonoridade mais obscura no geral. Claro, não faz muito sentido ele abrir pra Bicycle, mas com o resto do contexto até que faz sentido.

BICYCLE

Bem, vocês sabem, eu já comentei Bicycle no post individual dela. Minha impressão final é que ela sobrevive na minha playlist, no final eu to fingindo demência pros elementos dela que não curti por ser uma música super divertida de ouvir de fundo. Não confundam isso comigo dizendo que é a melhor do álbum, com certeza ela passa longe disso com Stay Tonight, Play, Dream of You e X no álbum, isso sem contar as b-sides que são INCRÍVELMENTE SUPERIORES a ela. Bicycle não é horrenda, mas não é forte o suficiente pra ser uma título do fucking full álbum da Chungha.

MASQUERADE

Quando ouvi ela no highlight medley eu pensei “nossa ela vai entregar TANTO nessa” pra no final escutar a música e ficar com uma sensação de “meh”. Masquerade não cai naquela coisa de que é uma música péssima que eu nunca mais escutaria, mas ela simplesmente não chama tanta atenção assim não. O ritmo um pouco mais puxado pra algo latino sem cair naquela tecla que meio mundo já bateu é o que mais salva a música, faltando a Chungha te puxando pra dançar uma salsa safada com ela. Eu acho que o que mais deixou ela meio meh pra mim foram os vocais, acho que em diversos momentos eles parecem perdidos dentro da faixa, não sabendo muito bem por qual caminho seguir.

FLYING ON FAITH

Essa aqui é A música do álbum meus queridos, sinceramente que coisa maravilhosA. Eu no twitter já tinha dito que a probabilidade dela acabar sendo a minha favorita era bem alta, e até agora grandes chances dela ser realmente a fav. Eu simplesmente amo a guitarra no instrumental da música, que ambienta a música até finalmente a batida eletrônica entrar no refrão. A estrutura instrumental dela é impecável, extremamente bem feita, e no momento eu to só falando do instrumental, porque quando a gente coloca os vocais dela pra jogo… Que coisa linda que isso se torna. Tudo combina perfeitamente bem e tá extremamente perfeito de ouvir. Chungha realmente me alimentou com essa aqui, e muito.

LUCE SICUT STELLAE

É a música que mais sai da linha de raciocínio dentro desse primeiro side, porque ela tem uma sonoridade mais leve de se ouvir. Vir depois de Flying on Faith é um pecado contra essa música, porque acaba apagando um pouco o potencial dela. Luce Sicut Stellae é uma daquelas músicas que você se pegaria escutando num dia onde provavelmente tá tentando relaxar dentro de uma piscina, e eu gosto da vibe que ela passa. Não é minha favorita do álbum, na verdade passa bem longe disso, mas com certeza eu baixei e dependendo do mood ela vai estar ali pra escutar. Ainda acho que ela entraria melhor num dos dois últimos sides (provavelmente no unknown) porque aqui ela ficou perdidíssima, tadinha.

SIDE B {SAVAGE}

O Side Savage é o que mais prometia entre todos. Só de escutar esse mood sampler dá pra saber que é o side pras gays baterem com a bunda no chão com força (ainda mais sabendo que Stay Tonight e Dream of You estão nesse side). Ele é mais eletrônico e provavelmente o com mais personalidade entre todos, e com certeza vai sair como o fã favorite.

STAY TONIGHT

Começamos a ver as pré releases, e então cá estamos com Stay Tonight. Eu não fiz post individual pra ela (pecado, me perdoe deusa Chungha), mas ela apareceu em favoritos do mês e em posição alta no meu top 20 do ano passado. Isso significa MUITO. Stay Tonight é meu tudinho, eu escutei tanto essa música que já era pra ter cansado, mas não aconteceu, a coreografia dela é tudo, a Chungha tá lindíssima no clipe dela… O que mais posso dizer? Abrir um side com ela é como abrir o caminho para o paraíso.

DREAM OF YOU

Outra que não teve post individual, meu deus eu sou péssima (mas nesse caso aqui eu tive uns motivos bem pesados pra não comentar). Dream of You segue uma linha meio parecida a Stay Tonight, só que com menos vogue e mais eletrônico bate estaca que ainda assim agrada as gays que seguem a rainha. Musicão da porra define e eu não vou ficar enrolando pra encher mais uma pré release de elogio, vocês já sabem o quanto eu amo essa música.

BOTHER ME

Mais uma música pras gays chamarem delas, dessa vez com uma sonoridade um pouco mais sofisticada mas que não foge da proposta desse side. Bother Me se constrói em cima de uma batida marcada deliciosa, mas com elementos extras que são o ponto mais forte dela, já que eles meio que te puxam como um imã pra música. Eu não sei muito bem como comentar sobre essa música em si, porque a impressão que ela me passa é daquelas músicas que você escutaria num barzinho mais movimentado enquanto enche a cara com os colegas e finge que sabe dançar. Além da combinação instrumental e vocal criar uma atmosfera meio mágica e inebriante a música. Está entre as minhas favoritas entre as novas, com certeza.

CHILL

É aqui que o side Savage perde um pouco da característica, mas não deixa de entregar uma música boa o suficiente pra bater de frente com as outras nele. Não vou mentir que de primeira Chill me deixou em duvida, por causa de algumas escolhas estéticas para o instrumental e vocal de fundo, mas no fim essas escolhas são os pontos fortes dessa música. O coro de fundo, que de início causa estranhamento, é o principal ponto interessante da música, porque ele cria uma aura nova a música inteira, porque sem ele ela somente seria mais uma música com batidinha pra ser mais bonitinha. Alguns sons que, se eu não to louca, me lembram um xylophone também são parte forte da personalidade da música. Chill, assim como Luce Sicut Stellae, cai um pouco fora da sonoridade do side e acaba ficando na sombra porque as outras são espetaculares, mas não faz com que seja necessariamente ruim.

SIDE C {UNKNOWN}

Por mais incrível que pareça, era a única que eu lembrava dos teasers pra Play, porque lembro de achar esse instrumental muito horroroso! Enfim, eu não acho que Unknown tenha muito a ver com o resto das sides dessa parte, mas essa seria a parte mais tropical e latina do álbum, só não sendo hiper eletrônica como esse mood sampler é.

PLAY

A minha favorita dos lançamentos da Chungha no ano passado foi a mais “genérica”, impressionante… Em Play, que teve seu post individual, a nossa rainhazinha pegou um Tropical House e decidiu botar pra jogo com uma estrutura melhorada e com muito mais personalidade que qualquer outro lançamento no estilo, e é justamente isso (junto com os vocais incríveis) que me atraí e muito a Play. Uma ótima música, com toda certeza, e abre bem o Unknown.

DEMENTE

Eu demorei alguns segundos pra entender o que eu realmente tava ouvindo. Estaria Chungha cantando em ESPANHOL????? Pois é, ela tá cantando em espanhol, uma rainha poliglota acima de tudo. Eu achava que Demente seria bem pior, pelo highlight medley eu fiquei bem “ok né, não sei que porra isso aqui vai me entregar”, mas ela acabou me saindo como uma música um tanto quanto agradável aos meus ouvidos. Ela é literalmente o latino do latino do ritmo, que se intensifica com o fato dela ter metido um espanhol nisso, não tem como ficar MAIS LATINO QUE ISSO. A única coisa é que eu ainda estou testando por quanto tempo ela sobrevive na minha playlist, vamos ver né?

LEMON

Essa aqui já cai em algo que eu não sou wow muito fã, ela não é necessariamente péssima mas sei lá… Ela só não tem graça mesmo, mesmo que ainda se segure firmemente na proposta principal desse side. Eu esperaria ver isso aqui de um grupo que estaria tentando tropical na sua época de principal pico com outro 37 fazendo o mesmo. E sempre: já vi gente fazendo isso aqui melhor, inclusive a própria Chungha. Não é nada demais, vamos ser sinceros.

BYULHARANG (160504 + 170607)

É tradição nesse álbum a última faixa de cada side não ter NADA a ver com o resto né? Byulharang se encaixaria perfeitamente no último side do álbum, por ser bem baladinha emocional que eu geralmente não acho nenhuma graça. Sim, eu sei, isso é fansong, é pra ser bonitinha pro fandom e, mesmo eu sendo do fandom, eu não consigo me apegar muito a essas baladinhas sem graça em homenagem aos fãs. Esperando algum grupo fazer uma farofa bate estaca como fansong, então Byulharang, me desculpe, mas é um grande nope pra você minha querida.

SIDE D {PLEASURES}

O último side, e pelo mood sampler disso aqui eu facilmente diria que seria um side pra músicas mais levadas pro R&B no máximo, no mínimo pra algo mais lento. Uma pena ser a segunda opção disparada, porque infelizmente esse side entra com algumas músicas MUITO boas, mas outras meio sonífero.

X

X foi uma surpresa um tanto quanto agradável, como eu disse no post individual dela, a música é lindíssima e é um power ballad maravilhoso pra Chungha ter no repertório. Uma letra ótima, com um instrumental que mesmo sendo lento é poderoso e uma música que em si é emocional abre muito bem esse side.

ALL NIGHT LONG

Essa aqui tinha tudo pra seguir um caminho diferente e se tornar um R&B sensual pra acabar de vez com a fanbase, mas eles decidiram seguir o caminho mais sem gracinha possível com ela. Se essa batida de fundo fosse melhor explorada, se fosse mudado alguns elementos tanto instrumentais quanto vocais essa música ficaria ótima, mas decidiram fazer dela algo mais paradinho e sem personalidade mesmo. A melhor parte dela com certeza é a bridge, mas de resto é só mais uma música lentinha que é só passável e não muda muito a vida de ninguém.

EVERYBODY HAS

Eu já tinha escutado essa aqui, nunca comentei e provavelmente vocês já sabem a razão. A voz da Chungha nela tá lindíssima, mas por favor é uma baladinha sem muita graça pra mim, eu não consigo gostar de música assim por nada nesse mundo, me desculpem.

COME N GOES

Eis uma surpresa um tanto quanto agradável ao meu ver nesse side álbum junto com X. Eu esperava que o resto fosse somente um monte de baladinha sem graça, mas Come N Goes tem personalidade e um instrumental tão bonitinho que não deu, eu simplesmente AMEI. Chungha entrega nessa aqui não só uma música mais interessante, mas também vocais ótimos e doces de se ouvir. Sim, a música tem um pézinho em ser algo mais doce e me arrisco a dizer que até meio batido, mas eu achei ela tão bonitinha e bem feita que salvei, amei e prosseguirei amando.

QUERENCIA (EPILOGUE)

Então o álbum finaliza com um epílogo, que eu achei que tem mais tempo de faixa do que de barulho na faixa. Ele não é nada demais, só finaliza mesmo o trabalho e me deixa pensando se ele está sinalizando que tem muito mais por vir, se sim, aguardando ansiosamente.

NOTA FINAL DO ÁLBUM: 9,6/10

Uma nota bem alta pra mim, agora vamos aos pontos. Eu gosto da divisão por sides do álbum, acho que elas ajudam a dar coesão ao mesmo e criam um fluxo bom pra ele, a única coisa que eu tenho a reclamar sobre essas divisões é que eu percebi que na última música geralmente rolava uma escorregada que fazia com que essas perdessem seu poder dentro do álbum, mesmo que sejam muito boas. Sobre as músicas, em maioria Querencia traz tracks extremamente boas, com uma ou outra que eu fiquei meio “eh, ok”, é um álbum um tanto quanto forte musicalmente falando. É um trabalho um tanto quanto sólido da Chungha e acho que pro primeiro álbum dela, ele impressiona e faz exatamente o esperado. E mesmo comigo reclamando de algumas faixas por não serem do meu gosto, olhe bem, elas não são péssimas, sempre tem alguém que vai curtir, porque não tem nada realmente desagradável de se ouvir nele. Meus parabéns a Chungha e a equipe de produção dela, conseguiram entregar um trabalho coeso e incrível de se ouvir!

Enfim, é isso, todas as tracks foram comentadas totalizando realmente 21 com os sides e o epilogo, essa review deu um trabalho do caralho, mas saio muito feliz por ver que o esforço da MNH e Chungha em entregar algo bom e sólido funcionou e trouxe um álbum que eu realmente gostei bastante. Espero que tenham gostado da review, e nos vemos na próxima!

Beijineos de luz~

2 comentários em “MÚSICA POR MÚSICA – Querencia

  1. Sim, esse álbum da Chung Ha foi um desafio enorme de comentar, pois haja música, ainda mais que o Kpop está desenrolando uns álbuns bem curtos, ou em faixa ou em tempo (E você fez O parágrafo para algumas que eu fiquei “Haja paciência”), tanto que nesse dia, eu só fiz time machine de single álbuns ou singles avulsos, pois me comeu parte da manhã

    E fico feliz que ela entregou um resumão da carreira nesse álbum, além de trazer muita coisa inédita. E agora como ela mesma diz, que já está pensando em novas faixas, veremos oq ela ainda vai nos entregar esse ano…

    Curtido por 1 pessoa

    1. Nossa com certeza, e como você disse o tamanho dos outros álbuns de kpop hoje em dia não ajuda no fato desse parecer A biblia (e esses paragrafos enormes kkkkk foi um dia inteiro fazendo essa review, nem eu sei o que aconteceu).
      Mas eu amei tanto esse álbum por isso mesmo, é a carreira dela resumida e de um bom jeito. Agora é esperar o que mais ela pode trazer~

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s