Música por Música

MÚSICA POR MÚSICA – IN生 (IN Life)

Fala ai meu povo da vida, tudo certinho? Pois eu espero que sim! Bem, cá estou eu pra falar mais uma vez de full álbum, dessa vez dando chance pra brincadeira toda ao invés de só o repack. Cá estamos nós pra falar de Stray Kids, que lançou seu primeiro full álbum esse ano e essa semana lançou um repackage com incríveis 8 músicas novas no álbum. Vocês tem noção do que é isso? Eles lançaram o mesmo tanto de músicas que o The Album do BlackPink vai ter eM UM FODENDO REPACKAGE. Depois de eu passar por esse choque (e dar umas boas risadas porque BP lançando full só com 8 músicas é ainda a piada do ano) eu estava prontíssima pra trazer isso pro blog e ver por quanto tempo eu conseguiria tankar as músicas do Stray Kids (e novamente, se eu tacar o pau em alguma coisa aqui me perdoem, eu realmente to tentando dar uma chance pro grupo pelo qual simpatizo pra caramba).

E claro, um disclaimer antes de começar: esse post vai ser LONGO, ok? No GO Live eles lançaram 14 músicas (das quais eu tirei 5 daqui pois elas não aparecem no repack) e no IN Life foram mais 8. Eu vou começar pelas mais novas e ir pro full álbum em si.

THE TORTOISE AND THE HARE

A razão número um de eu ter tirado algumas músicas do GO Live é essa música. Ela é a versão estendida do que foi a intro do outro álbum. E meio que me faz começar essa review numa nota meio ruim, já que eu não gostei de jeito nenhum da música. Ela é extremamente pesada no rap e não de um jeito que eu particularmente gosto, então pra mim logo de cara foi meio que uma música pra pular mesmo. A música nem mesmo no instrumental se salva pra mim.

BACK DOOR

Back Door foi a título desse repackage que eu já falei sobre por aqui. É uma música com grande potencial de crescer pra mim, mas já que ainda tá meio fresco eu meio que vou manter o que disse sobre ela no post em si: podia ter um refrão melhor mas todo o resto da música está extremamente bem feito.

B ME

Uma música um pouco mais forte no ponto vocal do grupo, mesmo que não deixando os rappers de lado. B Me é uma boa música em vários pontos, principalmente no que a título meio que falha em entregar: um bom refrão. Ela tem uma melodia menos pesada e acho que esse é o ponto mais forte dela, ainda ter a marca Stray Kids mas sem precisar decair em drops pesados muito menos em raps que parecem disfuncionais na música. Tudo tá coeso dentro dela e faz sentido toda a sua construção, eu gostei bastante dela e vai pra minha playlist provavelmente.

ANY

Começou forte mas acabou decaindo por alguns pontos principais nela. Primeiro, achei ela a música que mais pesa no uso do auto tune sem ser pra dar uma estética ao áudio da música. Uma coisa que eu sempre admirei no SKZ foi como eles sabem usar o auto tune numa medida certa, principalmente pra criar uma estética pros rappers, mas no caso dessa música eu achei que passou um pouco dos limites. Outro problema é que o refrão não é bom, não é nem “ai tem uma parte que não me agrada”, ele só não é bom e nem um pouco cativante.

EX

E estamos desacelerando nas tracks do repackage, mas não de um jeito tão ruim assim. Mesmo que baladas nunca realmente façam meu tipo (com exceções a determinados artistas) eu achei a construção de Ex bem feita. O toque do violão no fundo em alguns pontos faz com que ela tenha um pouco mais de personalidade e seja mais marcante em diversos momentos dela. Eu acho que o vilão poderia ser mais prevalente na música, o que não acontece, mas tudo bem. Ela fica naquele meio que não desgostei nem adorei, só tá ali.

WE GO (BANG CHAN, CHANGBIN, HAN)

A música pros bonitos poderem cuspir fogo. Agora entramos em músicas que se dividem em sub units, começando com a que é mais pesada na parte de rap. Novamente, isso aqui é do meu gosto e eu não sou muito fã de músicas extremamente pesadas em rap, então com certeza eu não gostaria de We Go. Nem é uma música necessariamente péssima mas eu realmente não consigo curtir algo assim de jeito nenhum (claro, tem exceções) e isso pode variar de pessoa pra pessoa.

WOW (LEE KNOW, HYUNJIN, FELIX)

Entramos na segunda sub unit e com certeza eu gosto mais disso aqui do que da outra somente por ela ser mais direcionada ao vocal (e das músicas das units é a minha favorita, spoilers). A construção da música também é boa, ela tem um ótimo refrão e bem feitinho. Alguns efeitos usados nela também são ótimos e estão super bem localizados na faixa (o drop com um instrumental meio egípcio está ótimo). É uma boa faixa que eu provavelmente baixarei, mas vou precisar escutar ela mais algumas vezes pra chegar nesse ponto.

MY UNIVERSE (SEUNGMIN, I.N, FEAT CHANGBIN)

Desaceleramos novamente com a música da última unit, com mais uma música meio final de álbum (ela é a última das novas do repack, mas está no meio do álbum, não sei o que pensar). Eu não sei se posso chamar ela de baladinha porque ela ainda tem um certo ritmo mais acelerado nela, mas eu vou chamar de balada mesmo assim. É a mais pesada vocalmente da 3, mas isso não faz com que ela seja a minha favorita (oop). Novamente, eu caio nessa de não é ruim mas também não é surpreendente ao ponto de me fazer baixar ela.

GOD’S MENU

TUTUTUTUTU eu já falei de God’s Menu por aqui faz um tempinho. Revisitando ela agora eu posso dizer que consigo digerir ela bem melhor do que quando escutei as primeiras vezes (e acho que por justa causa eu ainda to devendo de revisitar a discografia do grupo, coisa que eu e uma amiga iríamos fazer). Ainda não é necessariamente algo bom que você me pegaria escutando loucamente, mas acho que pode ser algo divertido de se escutar uma vez a cada dois eclipses lunares (e revisitando as fancams do Hyunjin nessa era porque o estilista dele tava abençoado). E claro, iniciamos as coisas do GO Live aqui.

EASY

Easy tem um nome que combina com ela, já que é uma música que eu facilmente pularia quando escutando um álbum de qualquer boygroup. Não que necessariamente a construção da música seja ruim, já que ela tem alguns pontos super bem utilizados, mas o refrão principalmente me afasta bastante dela (juntamente com aquele drop no final ao qual eu nem vou me aproximar). Eu acho que a construção dos versos com os raps na verdade é muito bem feita, levando pra um ótimo pré refrão pra música com mais vocais onde acaba decaindo em um refrão sem graça. Talvez o instrumental dessa parte fosse diferente ou como eles usaram o vocal nela salvasse a música, mas rola não.

PACEMAKER

A introdução dessa música já me fez pensar “cara, isso aqui vai ser bom” e eu fico feliz que estava correta. Na verdade, esse álbum inteiro está sendo revisitado, então a minha opinião dessas músicas não é necessariamente a primeira que tive, mas lembro de achar Pacemaker a mais ok delas. Minha opinião se fortaleceu voltando nela e posso dizer facilmente: QUE FAROFA BOA. Ela ainda tem aquela marca sonora do Stray Kids, que você vai olhar e pensar “nossa, isso é do grupo MESMO”, e consegue se utilizar muito bem de todos os pontos fortes da música. Os raps estão bem alocados na música, trazendo o efeito correto pra eles, os vocais estão ótimos em todos os pontos, a construção instrumental da música só ajuda a fazer com que ela cresça. É uma música dançante e forte, adorei.

AIRPLANE

Uma música mais chill no meio da construção do álbum, e que eu achei até que bem posicionada nele (vocês vão entender porque). Airplane, pra mim, não é uma música terrível mas também não faz muito por mim, me lembrando Get Cool (que eu particularmente não gosto) mais do que deveria. Existem alguns momentos bons na música, principalmente quando existe um coro vocal que é um dos meus fracos, mas em si eu não acho a música tão forte assim dentro do álbum. Tudo até agora faz questão de deixar uma marca, uma impressão, e Airplane só parece meio deslocada nesse meio. Acho que por isso ela não me impressionou muito não.

ANOTHER DAY

Quando eu disse que entendia a localização de Airplane no álbum eu já tava falando dessa música aqui. Eu lembro claramente a primeira vez que escutei e pensei na música anterior “agora o álbum pelo jeito vai desacelerar um pouco” e eu não estava errada. Another Day é uma baladinha com acompanhamento de violão e mais baseada em vocais e eu posso dizer que ela não tá ruim não, viu? Ela tem um pouco mais de personalidade do que Airplane e eu gosto bastante de como eles fizeram algumas coisas funcionarem nisso aqui, principalmente as vozes dos rappers. É uma música um pouco mais calma e pelo tamanho dela eu até diria que é um interlúdio (ainda mais pensando que oficialmente estamos chegando ao meio do álbum) e claro, essa calmaria não duraria muito tempo.

PHOBIA

Bruna precisa parar de dormir em músicas boas.jpeg. Sinceramente, eu tomei um susto revisitando isso aqui sem lembrar a obra prima que Phobia é. Sim, eu entendi, eu sou uma pessoa horrível por fingir que isso não existia até agora, não precisa tacar na minha cara. Phobia tem um approach mais vocal também e eu gosto bastante de todo o direcionamento da música, sinceramente. O instrumental é perfeito, seguindo uma linha mais eletrônica, onde ele tem velocidade nos versos, desacelera no pré refrão e volta ao seu normal sem um estouro nem um drop aleatório. Isso dá local pros meninos explorarem os vocais, principalmente no pré e no refrão em si, e isso funciona maravilhosamente bem. Uma música extremamente bem trabalhada que eu ei de venerar aqui, meus amigos.

BLUEPRINT

Mais uma música com um bom instrumental, mas que eu não fui muito fã não. O meu maior problema é que essa música começa extremamente bem e tem uma decaída tão grande em seu refrão que eu não consigo lidar. Nos versos tem umas coisas que não funcionam não, mas que dá pra perdoar, mas eu não gosto como no refrão ela parece uma ost de um filme de romance bem do sem graça. Acho que eu to indo mais pelo valor de ter me decepcionado com a direção disso aqui do que qualquer coisa, mas Blueprint poderia ter sido mil vezes melhor.

TA

Minha amiga me enviou essa aqui uns tempos atrás dizendo que tinha curtido dela, falando que era uma boa farofa. Eu não tinha gostado muito dela e eu tava quase pulando ela quando fui ouvir o álbum de novo, mas mesmo assim decidi lhe dar uma chance. Stray Kids precisa comercializar suas músicas como daquelas que envelhecem igual vinho, quanto mais tempo tu esperar pra revisitar melhor elas ficam. TA ainda não é minha favorita do álbum, mas é uma música que tem o potencial de crescer ainda comigo se eu revisitar ela mais algumas vezes, já que ela tem pontos MUITO fortes. Eu amo o refrão que lembra uma festa maluca no meio da Espanha e como eles fizeram isso funcionar. Eu realmente queria ter gostado mais de outros pontos da música, mas quem sabe eu voltando daqui alguns meses ela desce pra mim?

HAVEN

Mais uma música pra fritar com a maior alegria e acho que com ela vocês podem perceber o tipo de sonoridade que eu curto vinda do Stray Kids. Haven é mais uma música com base mais virada pro eletrônico e mais virada no uso dos vocais dos membros. Eu gosto do crescimento da música, principalmente quando ela do nada para no pré refrão pra voltar pra fritação no refrão. Eu amo umas músicas assim, e olha que provavelmente ela é a mais genérica dentro do álbum (e eu to admitindo que amo umas músicas genéricas). Novamente, nessa aqui tá bem utilizado em medidas certas, sendo mais uma música que vou salvar depois de revisitar o álbum (estou saindo no lucro disso aqui, amei).

NOTA TOTAL DO ÁLBUM: 6,8/10

Olhando num contexto geral, IN Life ficou um álbum até que coeso. Eu digo isso porque parei pra escutar o GO Live antes dele sair e achei que, mesmo não curtindo algumas músicas, o conjunto da obra faz sentido quando colocado junto. O álbum sabe acelerar e desacelerar dentro de suas músicas e faz uma boa construção dentro disso. Olhando no contexto do IN Life eu verdadeiramente gostei só de 5 músicas (o que é pouco considerando que é um álbum com 17 músicas, isso sem contar as outras 5 que tirei daqui por não estarem nele), o que é pouquíssimo, mas, também tenho que considerar que existem músicas que não são necessariamente ruins, somente não são um extremo de fazer com que eu baixe elas. Por isso achei que 6,8 é uma nota um tanto quanto razoável dentro desse contexto.

Enfim, chegamos ao fim de mais um música por música. Como sempre, eu deixo em aberto caso queiram discutir sobre a nota que dariam ao álbum e se gostaram de alguma música diferente das que gostei. Do Stray Kids eu geralmente não espero muito por não curtir o som deles, mas fiquei genuinamente impressionada com o quão bem o álbum foi construído, esperando pra voltar em trabalhos anteriores deles e ver os próximos.

Beijineos de luz~

3 comentários em “MÚSICA POR MÚSICA – IN生 (IN Life)

  1. Eu tô bem chocada que tu se deu o trabalho de fazer um review do álbum COMPLETO, não só do repackaged. Adorei!!! Kkkk

    Primeiramente, qnd eu soube q ia rolar um repackaged, eu tava lembrando do último repackaged do NCT (que veio com aquela desastrosa Punch) e percebi que eles só botaram duas músicas novas, era oq eu tbm tava esperando do Stray Kids, no máximo 3, agora OITO (!!!), queria né Blackpinka

    Já que vc se esforçou a ouvir um álbum todo de um grupo que vc nem dá bola, e ainda escreveu uma review de vdd e longa, vou escrever um comentário longo também já que vc tá falando dos FAVS!! (talvez eu divida em duas partes).

    The tortoise and the Hare, a faixa completa de Go Live, estranhamente eu gostei de Go Live, mas detestei ela completa como essa música aí, me causa um desconforto imenso uns tipo de gemido, barulho, sei lá oq é aquilo no meio da música. Tanto que não foi nem pra minha playlist…

    Como fã, logicamente, muitas músicas foram maravilhosas pra mim sem nem precisar de esforço, B Me e Any foram duas delas. A primeira me lembrou algum filme, a segunda só achei divertida mesmo, e minha cabeça já repetiu os ‘ani’ várias vezes.

    Ex é a quase baladinha do Stray Kids que ngm pediu, mas eles deram assim mesmo, não faz muito meu gosto, porém como fã achei agradável. Se não fosse meu grupo preferido, eu tinha passado bem longe dela.

    As outras restantes, as músicas das unit, começando com We Go, eu gostei, mas olha esse tipo de música só vai funcionar com quem realmente gostar disso, o que deu certo pra mim. WOW é da unit de dança, novamente como fã muito me agradou, mas essa música foi feita para a turnê e pra mostrar os boe dançando sensualmente, então sem a performance, perde um pouco do apelo pra mim. E My universe tbm foi feita pra turnê, pra dizer que as Stays (brega) são o universo deles, e toda essa baboseira, francamente as vezes eu questiono meu status de fã, pq achei bem paia kkkk.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Vou comentar o resto aqui pq eu tava quase fazendo uma review dentro da sua review, então vou ser mais sucinta nessa.

    Se eu gostei de God’s Menu, logicamente não foi muito esforço gostar de Easy, que eles estavam promovendo juntas.

    Pacemaker e Phobia foram umas das coisas mais diferentes que eu já vi o grupo lançar, ótimo pra mim tbm.

    Gostei de get cool, gostei de Airplane, mas tbm qualquer música que tenha o Felix começando, provavelmente eu vou gostar.

    Another day eu salvei na minha playlist, mas é a que eu menos escuto, boazinha, gosto da voz dos meninos aqui, mas não é muito o meu estilo, se fosse mais baladinha ainda eu n tinha nem salvo.

    TA é hino de festa demais, foi a minha preferida do álbum por um bom tempo. Blueprint é light, nem fede nem cheira, mas adoro o Hyunjin gritando as partes dele, então tá valendo. E Haven fecha o álbum muito agradavelmente pra mim. Se eu me considero fã do grupo, então é pq eu realmente gosto da sonoridade deles, obviamente o álbum foi bem melhor pra mim do que pra vc kkkk

    Valeu demais, Bruna. Maravilhosa review

    Curtido por 1 pessoa

    1. Eu nem sei como responder teus comentarios, tu soltou a lingua de verdade XD mas acima de tudo fico feliz que gostou da review. Eu acabei pegando o album completo mesmo porque eu não fiz a review do Go Live, então é aquilo né: por que não? :V
      Claro as experiencias de quem escuta o album são bem grandes, mas posso ainda dizer que to impressionada com o quão bem feitinho ta o album mesmo não curtindo tudo. Os meninos são bons e mesmo não sendo fã merecem todo esse amorzinho que recebem do fandom. Inclusive, eu to pra baixar TA e subir mais um no número de músicas baixadas :V
      Enfim, obrigada de novo por ter gostado 🥺

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s