comebacks

NCT Dream já esqueceu sua sonoridade inicial faz tempo, mas esse não é o ponto principal desse post

Fala gente, tudo bom? Pois bem, eu espero que sim. Hoje a gente vai falar do elefante na sala dos NCTs, a unit do Dream, e como eu acho que a SM falhou novamente em seu projeto de units rotativas ala AKB. O NCT Dream nasceu como uma unit inicial do que seria o NCT, com os garotos mais novos que passariam pelo sistema de graduação aos poucos, com um estilo de música mais adocicado pra combinar com o fato que a galerinha ali seria basicamente a parte infantil dos trainees da SM. Tudo seria lindo e maravilhoso se a SM não desse o braço a torcer pra qualquer coisa e tivesse mudado completamente o som dos meninos quando foi lançando o NCT 2018 nem ao menos tivesse tirado o sistema de graduação deles, que agora são uma unit fixa, unit eu nem chamo mais, é grupo. Enfim, eles saíram com Ridin’ né?

Eu vou continuar meu rant sobre como todo o projeto de units rotativas da SM é completamente falho e um completo fracasso, mas primeiro eu vou comentar sobre essa música que, por mais incrível não tá tão péssima quanto todo o resto da discografia do Dream (mas não quer dizer que é boa e nem que seja algo que eu escutaria).

Eu não sou fã das músicas dos meninos na época de debut até NCT 2018, era doce demais e chegava a parecer com um troço forçado demais (mesmo que fosse o que diferenciava eles de um 127), e eu também não sou fã do que eles lançaram do 2018 pra frente, porque soa demais como descartes piores ainda do 127. Ridin’ entra nessa categoria, mas pelo menos não faz com que eu queria me jogar de um carro em alta velocidade enquanto escuto ela. Bem, mesmo soando ofensiva, o que eu quero dizer é que essa música tá um pouco mais palatável do que troços como GO! ou a fase bonde do tigrão dos muleques, o refrão parece melhor estruturado e eu gostaria mais dele se ele fosse um pouco mais colorido. Os versos já são caso perdido mesmo, com uns raps que nem eu saberia explicar a razão de existirem por ali, mas com algumas partes que, de novo, eu consigo ver dando certo caso fossem mudadas algumas estruturas. Ridin’ não é péssima mas também não é uma salvação, ela ainda ta naquele meio limbo que você tem que se forçar a escutar um 50x até curtir isso.

Agora que tirei essa música da frente vamos falar de um negócio mais sério, que é a problemática da SM nas suas tentativas de boy groups rotativos. Todo mundo e suas respectivas mães sabem que eles vem tentando fazer isso funcionar faz tempo, SuJu se não me engano foi o primeiro teste deles pra ver se ia e acabou desandando por completo. Outro exemplo foi o próprio Exo, que também teve suas variáveis K e M por um bom tempo até os chineses decidirem sair correndo da SM porque, convenhamos, eles tinham bons motivos. Até SHINee eu ouvi boatos que era pra ter entrado nessa brincadeira mas a SM por um milagre acabou deixando a ideia de lado.

O que eu quero dizer é que erro depois de erro NCT parecia que ia dar certo dentro disso, na verdade a SM até que começou bem as distribuições disso tudo com a formação do U (que seria a unit experimental) e o 127 que iria abranger um estilo mais oppa fodão tocando uns raps loucos. Começou bem, até a ideia do Dream ser uma unit mais nova com um conceito mais doce parecia que finalmente ia fazer esse troço andar. O problema é que quem escuta kpop não vai nunca se acostumar com as regras de graduação e rotatividade que funcionam tão bem em território japonês, o kpop se consolidou no modelo de grupo fixo que a gente sempre vê as mesmas caras e tem aquela sensação de unidade. E foi ai que a coisa toda desandou. 127 se tornou uma unit fixada, WayV também só que pra promoções chinesas, U não dá as caras desde 2018 e o Dream…

Eu estou falando disso no post do Dream por um motivo na realidade, outro dia foi anunciado que o sistema de graduação dos meninos seria cancelado depois da treta gigantesca que deu com a fanbase, principalmente porque o Dream só estava perdendo membros sem ganhar nenhum novo (primeiro erro SM) e que também agora o Dream finalmente se tornaria uma unit fixa, onde os membros graduados voltariam a promover nela. E foi com isso que eles simplesmente conseguiram matar de vez a rotatividade que era algo do NCT, sendo que já haviam matado a diferença sonora entre os grupos em 2018.

Grupos rotativos nunca vão dar certo na Coreia, e o NCT é um ótimo exemplo disso. O fandom não se sente a vontade de dizer adeus pra um dos membros (quem dirá 3 ou 4) e eu nem queria ver como seria se a SM anunciasse que eles iriam colocar membros novos em seu lugar.

Enfim, é isto, um post sobre um comeback do qual eu falo vagamente e fico discutindo a razão de todo o projeto NCT ser um fracasso na questão de rotatividade. Nunca daria certo e agora teremos que nos acostumar com todos os grupos parecendo 127 só que com caras diferentes. Ridin’ poderia facilmente algo desovado pelo 127 inclusive.

Beijineos de luz~

13 comentários em “NCT Dream já esqueceu sua sonoridade inicial faz tempo, mas esse não é o ponto principal desse post

  1. Ridin’ é do NCT 127, certeza (Mas é melhor que Kick It, que ficaria melhor no U pelo conceito experimental deles). E nem a SM tá dando mais moral pra esse projetos porque só o NCT 127 faz comeback regularmente, Dream umas 2x ao ano, U ta no porão e WayV tá na China… E ainda acho que o U Vai acabar dando disband uma hora, porque todos os integrantes estão nos outra NCTs e no SuperM

    Curtido por 1 pessoa

    1. Acho que a SM se enrolou real com esse projeto e nem sabe mais o que da pra quem nesse ponto. Logo a gente vê o resto desses grupos diluindo entre o wayv e o 127, isso se o wayv sobreviver a tudo isso. A SM não tem controle nenhum sobre os próprios projetos e se enrola no ponto de meter outra NCT só que no formato de SuperM 🤷🏻‍♀️

      Curtido por 1 pessoa

  2. A SM se perdeu nessa. Não acho que a ideia da rotatividade de membros seja uma boa jogada agora, mas a existência do NCT com várias units, sim. Porque isso faz com que os fãs de uma unit possam migrar para outra e ainda ver tudo como um grupo único a pesar das separações.

    Ainda acho a ideia boa. Diferente do que é feito agora: Se um grupo quer lançar uma unit, eles pegam uns integrantes para tentar fazer uma espécie de projeto paralelo que pode ou não funcionar.

    O que me deixou meio chateada é ver que a SM podia ter dado pesonalidades mais marcadas para cada unit, fazendo com que cada uma ganhasse um papel diferente para alcançar outros públicos. Por isso que a única unit que ainda não consigo simpatizar tanto é o Dream. Eu gostava mais da sonoridade jovial deles, agora eles parecem como outra versão do 127, isso fez com que eu não ficasse tão motivada para acompanhar eles.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Eu vou ter que discordar contigo num só ponto, porque eu gosto muito do conceito de sub-unit que já existia antes no kpop. É algo que não é pra ser levado muito a sério e acima de tudo é uma promoção a mais pra outros membros. Mas de resto, sim, tenho que concordar.
      A SM já perdeu a mão no NCT faz tempo, principalmente na parte que faz com que cada unit tenha identidade. É triste mas eles não sabem seguir esse conceito anyway então nem esperança com mais nada tenho vindo desse projeto

      Curtido por 2 pessoas

      1. Na verdade, eu gosto dos dois conceitos de units. Aliás, SM, por favor, não esqueça que EXO-CBX existe T~T.

        Mas essas sub units do NCT funcionam de uma forma diferente apenas com intuito de atrair o maior número de fãs e meio que acaba funcionando de certa forma. Como NCTzen, percebi que a pessoa vai se envolvendo emocionalmente não só com a unit que você gosta, quando você percebe já aprendeu o nome de 21 machos e acaba simpatizando com um monte deles.

        O problema é administração horrível da SM que não sabe mandar o projeto pra frente. Eles já podiam ter debitado outra unit, mas enfim.

        Curtido por 1 pessoa

      2. Tudo o que eu quero é que debut essa sub unit da Irene com Seulgi, SM faz essa direito

        Eu entendo o ponto que eles acertaram, em conseguir trazer mais gente pro fandom (que é muito válido) mas ainda acho que existem muitos problemas na maneira que botaram isso pra funcionar. Mas logo eles debutam outra unit, assim que pararem de só fazer coisa pro 127

        Curtido por 1 pessoa

      3. Verdade, eu jurava que a SM ia debutar uma unit no Japão, mas acabou enviando o 127 pra colonizar lá.

        Vou cruzar os dedos pra que essa unit Surene funcione. Eu tô doida pra um comeback do RV, mas como teve o problema da Wendy, ah, nem quero falar disso. Mas tô feliz que eles vão investir no RV agora.

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s