2018 · TOP FINAL DE ANO

As 50 melhores de 2018 – Parte 3

Opa galera, tudo bonzinho? Espero que sim~ Bem vindos a terceira parte do top 50 e, também, a metade dele. Até agora tivemos algumas músicas que realmente foram surpreendentes durante o ano, mas é nesse momento que a gente começar a afunilar um pouco e cair na parte um pouco mais decisiva. Mas enfim, sem mais delongas, vamos começar~

30º RAVI – NIRVANA

Ah Ravi…Geralmente as mixtapes dele ou funcionam muito bem pra mim ou são completamente aleatórias. Nirvana é um daqueles exemplos que eu encho a boca pra dizer que eu adoro. É uma música com um ritmo gostoso e bem colocado, sem precisar ser pesado pra ser um bom rap (mesmo que as vezes eu goste do rap nesse estilo, como em Bomb). Eu adoro o trabalho solo do Ravi e espero do fundo do meu coraçãozinho que ele siga me impressionando e colocando mais coisa boa na rodinha só pra eu seguir puxando o saco dele em todo o top 50 de todo ano.

29º RM – MOONCHILD

Mais uma representante da mixtape do RM aparece por aqui. Mono teve uma característica muito calma dentro de suas melodias, como eu disse em Forever Rain, e Moonchild cai na mesma. Mesmo que sendo mais ritmada ela ainda tem aquele fundo calmo e até que melancólico, mas ainda assim bonito e gostoso de se escutar. Moonchild funciona muito bem e é mais uma das escolhidas pela Groselha pra aparecer por aqui.

28º (G)I-DLE – LATATA

E mais uma vez Idle marca presença por aqui, agora com a título do debut das meninas. Latata impressionou muita gente por ser… Um pouco fora da caixinha que o kpop trouxe esse ano (mesmo que os grupos femininos esse ano tenha dado um show de diversidade). A música é boa, não tem como descrever melhor que isso. Ela tem um ritmo gostoso, uma harmonia entre voz e instrumental gostosa de se ouvir e que no faz querer repetir ela de novo e de novo.

27º MONSTA X – SPOTLIGHT (KOREAN VERSION)

O que dizer do Monsta X esse ano né? Nem tem por onde começar, pra ser bem honesta. Eu já adorava Spotlight na sua versão japonesa, mas meu deus como essa versão coreana cai como uma luva nela e fica bem longe de ficar estranha. Sei lá, ela parece ter sido feita pra ficar bem em ambas as versões e deixar a gente babando nela de qualquer jeito. Mas se acostumem, MX ainda aparece mais algumas vezes por aqui viram?

26º VIXX – ESCAPE

Pfff, vocês realmente achavam que COMIGO não ia aparecer Vixx por aqui?? Pois é. Eles são aquele tipo de grupo que com certeza marcaria presença por aqui e mais de uma vez. Escape é uma das minhas b-sides favoritas do Eau por causa de toda a sua construção. O ritmo que não é super acelerado mas é constante, os vocais bem emoldurados na música, os “run away” sussurrados… Eu não sei como explicar a adoração que eu sinto por essa música, é somente escutando e sentindo cada partezinha dela que dá pra entender.

25º LOONA – FAVORITE

Loona realmente teria que aparecer aqui mais cedo ou mais tarde, não é mesmo? Esse ano o projeto de pré debut das meninas finalizou e elas finalmente debutaram com Hi High, mas sendo bem sincera Favorite (quase que ironicamente) é a minha favorita. Eu adoro o quão explorativo foi o uso do instrumental e o quanto isso seu certo pra essa música. E claro, também tem como razão eu preferir esse estilo pro grupo do que o mais adocicado que foi escolhido pro debut delas.

24º ONEW – BLUE

Esse ano pro Shinee eu já começo dizendo que foi inacreditável. Isso eu começo a dizer pelos solos, onde dois dos membros finalmente se abriram para essa carreira. O primeiro a aparecer por aqui é o Onew, com sua poderosa e bonita voz, em Blue. Essa música tem um poder tão grande que chega a te levar de acordo com ela, e eu facilmente posso dizer que ela tem uma das composições instrumentais mais bonitas desse ano. É outra daquelas músicas que só escutando que você consegue entender a beleza dela por inteiro.

23º MONSTA X – JEALOUSY

Bem, Jealousy não foi a música do MX mais fácil pra descer pra mim. Na verdade eu só realmente comecei a gostar dela depois de escutar ela pela primeira vez depois de alguns meses. Eu tenho que admitir que eu gosto bastante do instrumental dela, mesmo ainda achando os raps um tanto quanto deslocados. O refrão também é ótimo, já que os vocais do senhor Kihyun não são brincadeira pra ninguém não é mesmo? Jealousy acabou me conquistando no fim das contas e espero que continue a conquistar todos vocês~

22º TAEYEON – CIRCUS

Todo mundo sabe que a Taeyeon é uma das minhas solistas favoritas (se não for A minha solista favorita). Eu não sei, eu só gosto muito das músicas dela. Muito mesmo. Circus é um exemplo perfeito de uma música lindíssima dela, que tem uma certa simplicidade na composição mas ainda assim um poder enorme. É aquilo, a cada construção vocal dela você se apaixona mais um pouquinho pela música e por todo o conjunto que é Circus.

21º MAMAMOO – STARRY NIGHT

Opa, Mamamoo se novo por aqui??? Pois é meu povo, com certeza elas estariam por aqui repetidas vezes por causa do ano incrível. Starry Night foi a primeira título delas nesse ano e acho que o primeiro passo pro ano experimental delas. A música é leve e não se sustenta somente nos vocais poderosos do grupo, não tendo em nenhum ponto um peso perdido de voz ou instrumental. Starry Night é equilibrada e abriu maravilhosamente o ano pro grupo, que continuou acertando pelo resto dele.

Bem povo, esse é o final da terceira parte e… Já que não tenho muito a dizer eu só vos deixo com o mesmo de sempre.

Beijineos de luz~

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s