comebacks

Weki Meki segue não me impressionando com Crush, mas é… É algo

Fala meu povo, tudo bom? Hoje é dia de falar do grupo que, depois de sumir da face da terra por uns probleminhas com a empresa (que eu acho que já comentei demais). Hoje é dia de Weki Meki, sim, um dos rookies do ano passado que eu menos gostei. Eu juro que tento não segurar algumas impressões que eu tenho contanto a alguns grupos, mas tem algo no WeMe que meio que me prende nesse negócio de “meh, sem expectaticas”. Depois dessa sumida delas do mapa, esse álbum novo prometia um bom comeback com um conceito até que interessante, mas…

Hm… Como devo dizer isso sem soar agressiva e muito menos com ódio gratuito??? Pra mim, Weki Meki é aquele grupo que as músicas, mesmo que diferentes, ainda trazem uma lembrança bem vaga do último lançamento. Isso é uma estratégia de mercado até que comum (vide grupos desconhecidos que tentam repetir sucesso com algo parecido ao anterior Momoland. ou até grupos conhecidos que se estabeleceram com certa musicalidade Twice). O meu problema é que… A sonoridade delas não me agrada.

Claro, essa Crush é completamente diferente daquela bagunça horrenda que foi o debut delas (até mesmo na questão conceitual), sendo quase que um ajuste no som delas pra que ele fosse mais… Fácil de digerir. Isso aconteceu também no primeiro comeback delas. O problema é que, pra mim, os sintetizadores que estão presentes na música inteira não funcionam bem e são só mais barulho um em cima do outro, ficando ainda bagunçado e desconcertado. Não parece tanto que elas estão mirando em trocentos conceitos ao mesmo tempo (coisa que fica visualmente bem clara no MV), mas ainda assim, se prestar atenção, essa impressão ainda existe ao fundo. Os versos não me agradam em nada, principalmente que eles são bem fraquinhos. O refrão melhora um pouco a música em poucos momentos dele, mas nada que salve realmente o que ta acontecendo.

O MV, como eu disse lá em cima, funciona como a descrição visual do “tentando acertar em vários conceitos ao mesmo tempo”. Vai ter gente que vai adorar, com certeza, e eu não sou ninguém pra julgar, porém… Não me agrada. Esse negócio de meter uma mistureba de algo doce e algo mais maduro parece gritar muito com elas. Do jeito que no MV de Crush chega a ser cômico como quase tudo feito pra ser mais “maduro” acaba destoando e tornando-se uma identidade mais infantil de tudo. Não existe um equilíbrio, somente uma mistura amorfa que a gente não tem muita noção do que quer seguir.

Pra mim Weki Meki é mais um daqueles grupos da nova geração que me passa batido e é completamente difícil de digerir. Não faz a minha praia e talvez eu siga sendo um pouco dura com minhas impressões contanto a elas.

Beijineos de luz~

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s